• AUTOR:  Alexandre Hallais
  • EDIÇÃO: 
  • ANO: 2018
  • GÊNERO:  Crônicas e Poesias
  • PÁGINAS:  192
  • IDIOMA: PORTUGUÊS

BEM-VINDOS À PRÉ-VENDA DE 22 DIAS ATRÁS

 

KIT ESPECIAL

1 livro impresso, marcador personalizado, caneca personalizada, mudinha ecológica de Plante um Poema, moleskine personalizada, álbum de figurinhas contendo 32 imagens lindas do livro (coloridas). Tudo isso numa embalagem especial, feita com muito carinho para vocês!

Ah, quem apoiar este projeto lindo entra para o livro!

Como? Criamos uma página especial de agradecimentos e os nomes de todos os apoiadores estarão lá.

Vocês merecem!
Kit especial: https://pag.ae/bjy3tGR





 

___________________________________________________________________

 

O LIVRO

Temos a opção de comprar só o livro e você também entrará na página de agradecimento.

É muito bom ter seu apoio neste livro lindo!





https://pag.ae/bby3tXD

 

 

22 DIAS ATRÁS JÁ É REALIDADE!

22 dias atrás é...

Um livro escrito por mim, mas pensado por vocês.
Vocês que curtiram os textos, compartilharam, escreveram comentários...
Até zap mandaram.
Logo, todos estão envolvidos até o pescoço.

A capa do meu livro é uma carta de apresentação.

O título: 22 dias atrás é atemporal. Já falei sobre isso, mas vale relembrar que, é muito maior ou menor do que dias. O número 22 é um número que me acompanha. Há uma coincidência com esse numeral.
Quem "batizou" o livro foi meu filho. Eu falei em voz alta:
- Queria um título que envolvesse o número 22.
Gabriel respondeu prontamente:
- Escreve 22 dias atrás pai.
Eita Espírito Santo! O livro foi batizado por ele e por Ele.

O título também revela a luta travada em um passado e seu recomeço. Acho bem claro, mas é bom escrever.

Qual o motivo da fotografia?
Simplesmente a perspectiva que ela nos mostra. A cena vazia e o preto e branco nos remete à um drama avassalador.
Uma foto do corredor da psiquiatria e da psicologia.

E o nome do autor??? Por que essa tarja preta?
Faz uma alusão muito grande aos medicamentos ingeridos e que suportaram a dor.

Capa, brevemente, explicada.

Quero que saibam que me orgulho de vocês por tudo.
Quero que saibam que o livro foi escrito com sentimentos verdadeiros.
Eu chorei sozinho. Eu pensei em desistir, mas aí chegava um comentário e eu voltava.

Em meu livro o leitor vai se encontrar. Vai ler verdades e até fechará o livro. Mas depois abrirá. Voltará a ler, sorrir e se encontrará novamente.

A tristeza é retratada de forma tão bela que a chamo com intimidade, pelo nome.
A alegria surge desastrada como sempre e te levará ao topo.

Mas tem chão tá? Claro que tem.
Tem tombo. Tem joelho ralado e esquecimento.
Tem amor inocente.
Tem cheiro de saudade.
Tem colo de mãe. Aliás, como tem minha mãe nesse livro. Acho que em todos os textos ela está comigo. Mãe é o melhor remédio para qualquer coisa.

Tá difícil? Procure sua mãe. Ela tem um colo que vai te curar. Não é Tania Da Silva Hallais?
Tem um tanto de mim, mas o "eu" é lírico tá?
O livro tem um tanto de catarse, mas não revelo quais são.
O livro tem experiências, histórias, vida, cotidiano, crítica social de verdade.
Esse livro não tem é espaço para a discriminação racial, social, sexual. Não achará.

Gente, o livro não tem gênero. Imaginem só?
É um livro de poesia, crônica, conto, narrativas loucas, ensaios... sei lá o gênero.
Também não me importo.
Também não é auto-ajuda. Eu escutei aí do outro lado.

Em breve, começaremos a divulgar mais novidades sobre o lançamento.
Terá uma pré-venda. Olha que máximo!!
E se colocássemos o nome de todos que comprassem o livro na pré-venda no livro??
O que acham?? Oi?? Legal? Show?

Então, estamos trabalhando para um lançamento digno. Teremos algumas surpresas, mas não vou contar.

Por hoje é isso.
CAPA LANÇADA COM SUCESSO!

Que Deus nos abençoe abundantemente. Que o Espírito Santo esteja presente e permita que façamos sempre A Sua Obra.
Vinde Espírito Santo!

Tem que ter alma, tem que ser Soul!

 

 

 

Alexandre Hallais

É carioca, 42 anos de estrada, casado e presenteado com dois filhos lindos.
Pós-graduado em Auditoria e Controladoria, é também fotógrafo e escritor.
Passou a maior parte da minha vida no bairro do Méier no Rio de Janeiro, onde cresceu e sempre envolvido com algum tipo de arte, fez teatro por um tempo e até sonhou com palcos, luzes e histórias.Escreve desde criança, aliás, nunca parou. Livros, papéis e lápis fazem parte de seu mundo. Adorava as aulas de português e literatura, apesar de não ser excelente nas duas matérias, mas o universo poético é parte do seu eu.Hallais gosta de olhar para o mundo e não apenas passar por ele e, desta forma, além do trabalho literário, houve uma fusão com o trabalho fotográfico, pois adora fotografar festas infantis, casamentos, ensaios etc, pois considera a fotografia muito expressiva e fotografa o mundo e não apenas paisagens. Fotografa por necessidade de extravasar, assim como faz com seus textos. Tira fotos de tudo o que vê e guarda consigo.Alexandre é exatamente como você que o está lendo agora: tem dias bons e dias ruins. Chora e fica feliz. É vários e ao mesmo tempo um.

Apenas não permite que o mundo diga quem ele é, pois é muito bem resolvido.

www.facebook.com/alexandre.hallais.12

EM JUNHO - INÍCIO DA PRÉ-VENDA!