Contos e Recontos – sob a perspectiva da inclusão

Andreia Marques Melo

Meu livro não tem moças altas, magras, loiras e perfeitas, tão pouco príncipes montados em cavalos brancos, não tenho nada contra este estereótipo, todavia o mundo não é formado apenas por este estilo imposto, muitas vezes, pela mídia duramente.
Minha princesa é cadeirante e a moça, sim a moça, que traz a alternativa das rampas não vem de uma família abastada, tão pouco frequentou as melhores escolas. Quem disse que só quem tem estes requisitos é criativo?

Fechar Menu